28 julho 2017

O fim pode ser um recomeço.


    Sonhei que já não aguentava mais, e de todos os sonhos que tive, este é o que vejo mais próximo de se tornar real.
    Se bem que muitos diriam que não foi sonho, e sim pesadelo, mas embora coisas tristes tenham acontecido, eu não me senti mal... 
   Me senti bem ao perceber que aquele era o último grito! O último choro... Que aquela seria a última preocupação, a última lágrima, ou talvez não.
   O importante é que os julgamentos vindouros não seriam de responsabilidade minha, não seriam pesados e muito menos me machucariam como sempre aconteceu.
    Sei o quanto é covarde a atitude de virar as costas, mas de tanto ser corajosa, de tanto ver e ouvir coisas que eu não gostaria, hoje estou aqui a me perguntar se vivo por mim ou por eles. Se ainda há esperança, ou se já não vale mais a pena.
    Tudo o que eu queria era sumir, e no sonho foi tão nítido! Eu deixava tudo e todos pra trás, para enfim poder recomeçar do outro lado.
Se bem que não sei se a Europa fica do outro lado, creio que seja o Japão, ou China, sei lá.
    Só sei que eu estava indo, sofrendo por uma ou duas pessoas que eu sei que realmente se importavam comigo, mas por dentro contente por deixar o resto.
    É como seu eu tivesse a chance de fazer tudo do zero, mesmo com o carácter formado, sei que será diferente, novas pessoas, novas experiências, tudo novo de novo, mas agora com a oportunidade de fazer dar certo...
    O mesmo ponto que finaliza uma história, abre as portas para que outra totalmente diferente seja escrita em seguida, e é isso que farei! 
    Não devem estar entendendo nada né? 
     Prometo que em breve conto um pouco sobre meu passado, embora não goste de relembrar, mas o que importa é que hoje é o dia do meu recomeço.
    O tal sonho se tornou real!
    Ass: Kamily Anne

Ps: vestígios do meu livro, querem ler mais?

Um comentário:

*Deixe sua opinião, ela é super importante para mim!

Beijos, e obrigada!